Os benefícios do Gingko Biloba 

Nome científico: Ginkgo biloba

Classificação: Espécie

Estado de Conservação: Em perigo Enciclopédia da Vida

Classificação superior: Ginkgo

A Ginkgo possui ao todo mais de 40 componentes isoladas, porém, apenas duas são consideradas responsáveis pelos efeitos medicinais da erva: flavonóides e terpenóides. Os primeiros são antioxidantes à de plantas que atuam protegendo os nervos, o músculo do coração e os vasos sanguíneos da retina. Os Terpenóides agem melhorando o fluxo sanguíneos de forma dilata os vasos e reduz a viscosidade das plaquetas.

Contra Demência e a Doença de Alzheimer: Muitos estudos comprovaram que a planta Ginkgo tem um efeito bastante positivo para a memória. Dessa forma essa planta é bem interessante para o tratamento de pessoas com Alzheimer ou demência vascular.

Melhoria na capacidade de aprendizagem, pensamento e memória (função cognitiva); Melhoria na realização das atividades diárias; Melhoria no comportamento social e Melhoria nos sentimentos de depressão.

A claudicação Intermitente: Outro benefício bem interessante é a melhoria de circulação sanguínea que pode ajudar pessoas que tem claudicação intermitente.

Glaucoma: Um dos melhores resultados do ginkgo foi num estudo com pessoas que tem glaucoma, percebeu-se que aqueles que tomaram 120 mg do extrato da planta por dia durante 8 semanas tiveram uma boa melhoria na visão.

Memória: Um dos principais benefícios é conseguir melhorar a memória de pessoas com demência. Estudos descobriram que a planta pode trazer efeitos positivos para a memória enquanto para outros estudos parece que a planta atua somente como placebo. É adicionado a nutrição em sorvetes de frutas e refrigerantes para melhorar a memória e também para ajudar a melhorar o desempenho cognitivo mesmo que pareça duvidoso para cientistas que pequenas doses possam melhorar efetivamente a memória.

Degeneração Macular: Os flavonóides presentes no ginkgo ajudam a melhorar ou reduzir problemas na retina, a parte de trás do olho. A Degeneração macular é um exemplo de doença que afeta a retina e se trata de uma doença progressiva e degenerativa dos olhos que pode afetar adultos mais velhos.

Zumbido: Alguns tipos de lesões nervosas ou distúrbios no sangue podem acabar levando a tinnitus. Estudos demonstraram que o ginkgo pode reduzir de forma moderada o volume desse zumbido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *